Uma passagem rápida por coisas importantes
comentar
publicado por Mimosa, em 18.11.03 às 10:01link do post | favorito

Faz hoje 75 anos que o Rato nasceu...ou antes, foi em 18 de Novembro de 1928 que o Mickey surgiu pela primeira vez em "Steamboat Willie" – um filme da Walt Disney, estreado na cidade de Nova Iorque.

A ideia de um rato surge após Walt Disney ter perdido os direitos sobre "Oswald, The Lucky Rabbit”. Após uma viagem de comboio, teve a ideia de homenagear um dos ratos que vagueava no seu estúdio. Decidiu chamar-lhe Mortimore numa primeira fase, mas a sua mulher propôs Mickey Mouse.
O responsável pelo tratamento final da imagem, nesta primeira fase foi o desenhador Ub Iwerks.

A imagem do Mickey surge através de uma forma geométrica simples, o círculo, que depois se projecta numa linhas ovais dando forma ao nariz. São anexadas posteriormente mais dois círculos de menor dimensão, que vão ser as orelhas do “bicho”. Walt Disney explicava que desta forma, o rato poderia ser desenhado de qualquer tipo de perspectiva, e sempre da mesma forma, já que os círculos não são sujeitos a alterações perspécticas ( somente a dimensão ).

Mickey surge numa primeira fase só com uns calções vermelhos, mas é-lhe posteriormente conferido uma postura e uma dimensão mais humana, por volta de 1930 – altura em que Floyd Gottfredson fica com a responsabilidade do tratamento da imagem do animal após o surgir da primeira tira diária ainda criada por Ub Iwerks ( 13 de Janeiro de 1930 ).

Desde esta data, e até 1975, Gottfredson cria uma série de aventuras com o rato, dando-lhe uma sofisticação que ainda não possuía, visto que, até ali tinha sido tratado e projectado para os espectadores como um simples rato.Que nunca deixou de ser!

Mesmo quando se procedeu à sua estreia, e lhe foi augurado um futuro estrondoso no cinema, o rato Mickey passa por diversos tipos de aventuras, desde o Oeste, a outros planetas...foi pintor, detective, desportista, etc. Porém, as aventuras e o enredo da história sobressaem sempre ao personagem: e é esta a grande virtude do animal.

É porém com o filme dos anos 40 “Fantasia” (Paul Murray ou Manuel Gonzales ) que Mickey adquire aquela sofisticação que Gottfredson preconizava. Nesta altura Mickey é entregue à comunidade e adquire amigos – Goofy ( Pateta ) e Horace Horsecollar ( Horácio ) –, uma inseparável companheira – Minnie – , um “leal” inimigo - Bafo de Onça – que já tinha surgido no primeiro filme de animação e, um animal de estimação ( de um rato? ) – Pluto

Foi desde sempre um exemplo de coragem e inteligência, que preconizou princípios de igualdade e direitos. Gottfredson disse "uma vezes, não tem pretensões, outras é tímido e naif. Mas quando a situação assim o determina, consegue ser engenhoso, esperto e corajoso como qualquer super-herói".

É actualmente um elemento indissociável de algumas gerações...um elemento pop, tal como a marca Coca-cola. Mickey é a marca Disney por excelência, e está provado que em cada lar existe existe pelo menos um objecto com o rato.

É o Mickey...faz hoje 75 anos...e continua “jovem” como sempre! Parabéns...seu....seu...rato! Aliás, não ao bicho, mas ao primeiro filme...


mais sobre mim
Novembro 2003
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Deixando a sua visão:
arquivos
2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds